.

.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Câmara vota metas da Educação para a próxima década em Ubatuba

da Redação - INFORMAR  UBATUBA...........10/05/2016, atualizado às 21h55 O projeto de lei 42/16, que institui o Plano Municipal de Ed... thumbnail 1 summary

da Redação - INFORMAR  UBATUBA...........10/05/2016, atualizado às 21h55

O projeto de lei 42/16, que institui o Plano Municipal de Educação de Ubatuba - PME (2014-2024) seria discutido na sessão de hoje na Câmara. Mas, após pedido do vereador Manuel Marques (PT), foi adiado por duas sessões. O pedido de adiamento foi aprovado por unanimidade.  O PME estabelece vinte metas para os próximos dez anos, que se desdobram em 179 estratégias elencadas no documento.




As estratégias abrangem reduzir o número de alunos por sala em creches e demais escolas, diminuir as taxas de abandono e evasão, construir escolas, adquirir equipamentos eletrônicos, elaborar um plano específico para a verba direcionada à Educação de Jovens e Adultos (EJA), construir o prédio da Etec de Ubatuba – Centro Paula Souza, entre outras.

As metas de Ubatuba são as mesmas do Plano Nacional de Educação aprovado em 2014, que determinava que em seu primeiro ano de vigência estados e municípios elaborassem seus próprios planos, em consonância com o texto nacional. Pelo cronograma inicial do Ministério da Educação, os planos deveriam ser aprovados até 24 de junho de 2015. Apesar do atraso, Ubatuba ainda deve sair na frente do próprio Estado de São Paulo, cuja Assembleia Legislativa, recentemente ocupada por estudantes secundaristas em uma onda de manifestações pela melhoria da educação pública, ainda não aprovou o Plano.

Texto do Plano de Educação de Ubatuba

Em 21 de julho de 2015 foi feita a primeira das duas conferências realizadas para o fechamento do texto das metas e estratégias de Ubatuba. Funcionários da educação foram deslocados do serviço habitual para participar do evento, lotando o Centro de Convenções e fazendo diversos questionamentos, como em relação à carga horária, ao número de alunos por sala, remuneração, entre tantos outros.

Naquela terça-feira, foram discutidas e aprovadas apenas 4 das 20 metas que compõe o documento. As outras 16 metas e suas estratégias que faltavam foram incluídas no plano após a realização de outra conferência, em um sábado no mês de setembro do ano passado, no auditório da Unitau.
https://static.wixstatic.com/media/8af818da3a0948ad87ebae6703d85917.png/v1/fill/w_37,h_37,al_c,usm_0.66_1.00_0.01/8af818da3a0948ad87ebae6703d85917.png


Nenhum comentário

Postar um comentário