.

.

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Quilombo da Fazenda de Picinguaba

Situação bem diferente dessa, vive o  Quilombo da Fazenda , também dentro dos limites do Núcleo Picinguaba, mas localizado do outro la... thumbnail 1 summary



Situação bem diferente dessa, vive o Quilombo da Fazenda, também dentro dos limites do Núcleo Picinguaba, mas localizado do outro lado da Rodovia Rio-Santos, portanto, longe da especulação desse turismo predatório. Ali, os nativos quilombolas conseguiram organizar-se de tal maneira a reivindicar melhorias do Parque, como a instalação da energia elétrica, que só chegou em 2007. Ali, houve também uma preocupação na preservação da cultura e tradição quilombola com o incentivo a projetos relacionado às danças ancestrais, principalmente o Jongo e o Fandango e da culinária típica da região.
Casa da Farinha do Quilombo da Fazenda de Picinguaba
Casa da Farinha do Quilombo da Fazenda
(foto do celular)
Outro ponto importante dentro do quilombo é a Casa da Farinha, onde impreterivelmente estáSeu Zé Pedro, mestre quilombola que recebe os visitantes acompanhado de sua fiel cadelinha. Ali, ele ensina a antiga técnica de preparo da mandioca até virar a farinha, usando um maquinário de engrenagens curiosíssimas.




 A prosa com o velho quilombola rendeu e ainda saímos de lá com seu livro de pequenos contos aprendidos durante sua juventude. Uma pena que a bateria da minha câmera tenha acabado e eu não consegui fazer nenhum retrato decente de Seu Zé Pedro. Quem sabe um dia não voltamos lá de novo pra corrigir isso...


Existem ainda mais duas comunidades dentro do Núcleo Picinguaba, que não tivemos tempo de conhecer: um quilombo em Cambury e uma vila caiçara em Ubatumirim. Além disso, ainda na área do parque há a Praia Brava da Almada, considerada uma das mais lindas de Ubatuba, mas que só é possível chegar por trilha. E é claro que já estamos programando de voltar pra conhecer cada lugarzinho desses.


Informações Práticas

Como chegar?
Para chegar a Vila de Picinguaba é preciso sair no km 11 da Rodovia Rio-Santos e entrar numa estradinha de asfalto ruim, cujo fim já é a própria vila. A Praia da Fazenda também fica no km 11 da Rodovia, mas a saída é diferente da vila, portanto é necessário ficar atento às placas. 
Já a entrada do Quilombo da Fazenda fica no km 12 da mesma estrada, só que na direção do sertão e não do mar. 
De quem vem do centro de Ubatuba, a primeira entrada é a do quilombo, depois da Fazenda e por último da Vila de Picinguaba, todas pela Rodovia Rio-Santos.

Onde ficar?
Por ser uma área de preservação ambiental, não há muitas opções de hospedagem e mesmo as pousadas e hotéis da região funcionam de forma ilícita. 
O único camping autorizado é o Caracol, localizado na Praia da Fazenda. 
E há casas de nativos na Vila de Picinguaba para alugar, que foi a opção que escolhemos. Ficamos numa casa deliciosa com preço justo e o único senão foi ter que subir um morro pra chegar, mas nada que atrapalhasse. Alugamos com a Binha, que além dessa casa em cima do morro, tem outras disponíveis de pessoas de sua família.
Binha: (12) 98113-5513

Mas lembre-se que está indo para uma área de proteção ambiental, onde apenas nativos caiçaras podem viver. Respeite isso!

O que levar?
-Repelente é item de primeira necessidade! E mesmo usando bastante, ainda voltei toda picada.
- Guarda-chuva. Sim, Ubatuba não tem o apelido de Uba-chuva à toa e o risco de chover é sempre alto. E como a ideia por lá é largar o carro, ter uma sombrinha vai ajudar durante as pancadas de chuva.
- Em caso de hospedagem é bom programar refeições e, de preferência, levar comida e bebida. Há uma vendinha na vila, mas ela é bem mais cara que qualquer mercado. Há um bom restaurante na vila também, onde é possível almoçar e jantar com preço justo.

Nenhum comentário

Postar um comentário