.

.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Condições históricas marcam etapa decisiva do 18º Circuito Paulista Universitário em Ubatuba

Por  Julia Figueira  em 30/10/16 Condições históricas marcam etapa decisiva do 18º Circuito Paulista Universitário, em Itamambuca, Uba... thumbnail 1 summary

Por Julia Figueira em 30/10/16
Condições históricas marcam etapa decisiva do 18º Circuito Paulista Universitário, em Itamambuca, Ubatuba.
Etapa final do 18º Circuito Paulista Universitário 2016, Itamambuca, Ubatuba. Foto: Marcio Rovai.
Etapa final do 18º Circuito Paulista Universitário 2016, Itamambuca, Ubatuba. Foto: Marcio Rovai.Etapa final do 18º Circuito Paulista Universitário 2016, Itamambuca, Ubatuba. Foto: Marcio Rovai.Etapa final do 18º Circuito Paulista Universitário 2016, Itamambuca, Ubatuba. Foto: Marcio Rovai.Etapa final do 18º Circuito Paulista Universitário 2016, Itamambuca, Ubatuba. Foto: Marcio Rovai.Etapa final do 18º Circuito Paulista Universitário 2016, Itamambuca, Ubatuba. Foto: Marcio Rovai.Etapa final do 18º Circuito Paulista Universitário 2016, Itamambuca, Ubatuba. Foto: Ernesto Matsubara.
Este final de semana (29 e 30/10), a praia de Itamambuca, Ubatuba, sediou a etapa decisiva do 18º Circuito Paulista Universitário de Surf, mesma praia que, há 18 anos atrás, viu este, que hoje é o maior circuito de surfe estudantil do mundo, dar os seus primeiros passos.




Nesta etapa, o maior destaque foi ele, o mar, que estava em condições históricas. Itamambuca é conhecida por suas ondas fortes, longas e manobráveis, e mostrou todo esse potencial aos mais de 100 atletas das mais diversas faculdades de São Paulo que desafiaram as séries de mais de 2 metros com muita coragem e atitude.

“Em 47 anos de campeonatos aqui em Itamambuca foi um dos maiores mares que já vi, e os universitários quebraram”, comentou o head judge Paulo Motta.

Na briga pelo título da categoria Paulistana, quem levou a melhor na etapa foi Yuri Aguiar, do Mackenzie. Mas na pontuação geral, o troféu de campeão Paulista Universitário 2016 ficou com seu colega de faculdade, Pedro Tanaka, autor da maior nota e somatório do evento. Como prêmio, Tanaka levou 11 noites de hospedagem no Surfing Village, em Pasti na Indonésia.

A disputa entre os atletas do litoral paulista, na categoria Open, proporcionou uma emoção atrás da outra, até o ultimo segundo, quando Luiz Diniz, da Don Domênico, de virada, venceu a bateria e garantiu o título paulista, além de uma semana de hospedagem no Yutti Hostal, em Picchilemu no Chile.

Entre a mulherada quem levou a etapa foi a Fernanda Infanti, da Santa Cecília, com direito a high score que levou a torcida ao delírio. Mas no rankeamento geral foi Larissa Ferreira, da Gama Filho, quem recebeu o título do ano e de quebra uma hospedagem com acompanhante no Hereda Surf Hostel, na Praia da Macumba – Rio de Janeiro.

Já na Formados, quem subiu no pódio foi outra figurinha carimbada dos eventos do Ibrasurf, William Marroco, graduado pela Uninter, que confirmou a grande fase e vai curtir um final de semana no The Search House, em Florianópolis (SC).

O aluno do Instituto Federal de São Paulo, Gabriel Medeiros, arrebentou com uma batida de frontside e levou o prêmio da Expression Session.

Uma arena de entretenimento completa rolou na areia para quem assistia ao show na água, com direito a slackline, miniramp de skate, cama elástica, live painting, DJ, massagem, exercícios funcionais e cabo de guerra.

No sábado à noite (29/10), depois de um dia de sol, ondas, diversão e muito surfe, rolou uma Beach Party para celebrar os 18 anos de trabalho, empenho, dedicação e água salgada do Ibrasurf. A organização agradeceu a todos que, de alguma forma, ajudaram a escrever a história do evento.

Próxima etapa - Nos dias 3 e 4 de dezembro, o Festival Brasileiro Universitário rola em Maresias. 

O evento - O 18º Circuito Paulista Universitário de Surf é uma promoção do Ibrasurf e da Flux Experiences & Entertainment, com patrocínio da Club Social e 51 Ice.Apoio: Halls, Litorânea, Surfing Village, Yutti Hostal, Hereda Surf Hostel, Up Drop, Renato Barqueta e StoneHead; realização da APSU – Associação Paulista de Surf Universitário, em parceria com a Federação Paulista de Surf, Prefeitura Municipal de Ubatuba, Associação Ubatuba de Surf e Liga Paulista Universitária; projeto realizado através da Lei Paulista de Incentivo ao Esporte, da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Governo do Estado de São Paulo.
Ranking final do 18º Circuito Universitário de Surf

Masculina SP

1 Pedro Tanaka (Mackenzie)
2 Yuri Aguiar (Mackenzie)
3 Thiago Meneses (UNIP)
4 Fabiano Lion (UNIP)

Open

1 Luiz Diniz (Don Domênico)
2 Gabriel Richetto (FAS)
3 Kaipo de Jesus (UNERP)
4 Gabriel Medeiros (Instituto Federal de São Paulo)

Feminina

1 Larissa Ferreira (Gama Filho)
2 Fernanda Infanti (Santa Cecília)
3 Yohana Sarandini (ABC)
4 Stephanie Frumento (Don Domênico)

Formados

1 William Marroco (Uninter)
2 Darcio Dias (UNESP)
3 Jonathan Paiva (Anhembi Morumbi)
4 André Scoppetta (Santa Cecília)

Expression Session

Gabriel Medeiros (Instituto Federal de São Paulo)


Nenhum comentário

Postar um comentário