.

.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

BANCO DO BRASIL CONFIRMA O FECHAMENTO DE AGENCIA NA REGIÃO E UMA É DE UBATUBA

 Agência do Banco do Brasil em Ubatuba  que será fechada no inicio de 2017.. Fechamentos serão realizados a partir de 2017... thumbnail 1 summary



 Agência do Banco do Brasil em Ubatuba  que será fechada no inicio de 2017..


Fechamentos serão realizados a partir de 2017 devido a uma política de reorganização divulgada esta semana pelo banco
Por Ricardo Hiar, de São Sebastião

O BB (Banco do Brasil) divulgou esta semana uma medida que chamou a atenção de muitas pessoas em todo o país: a reorganização da estrutura administrativa do banco e o fechamento de 402 agências. Na lista de fechamentos estão duas agências no Litoral Norte: uma em São Sebastião e outra em Ubatuba. 





O banco informou que um posto de atendimento, que funciona no Fórum de Ubatuba e é vinculada à agência que será extinta, continuará normalmente com as atividades.
De acordo com a assessoria de imprensa do BB, em São Sebastião será encerrada a agência 66511, localizada na avenida Guarda Mor Lobo Viana, 335, no Centro de São Sebastião. A outra que fechará na região é a agência 6695 (Iperoig), que fica na rua Conceição, 138, no Centro de Ubatuba. Assessoria explicou, no entanto, que o fechamento da agência 6695 não afetará o atendimento oferecido pelo posto de atendimento do Fórum.
Conforme apontamento do banco, o posto de atendimento será desvinculado da atual agência e passará a compor a outra unidade bancária da cidade. Isso não influenciará na oferta dos serviços.
Segundo também divulgado pelo BB, os clientes das agências que serão extintas não precisarão fazer qualquer ação específica para mudarem o endereço de atendimento. “Os cartões e senhas continuarão os mesmos. O número das agências mudará, mas o sistema permitirá o funcionamento com os números antigos normalmente. Se uma pessoa fizer um depósito na conta e agência antiga, por exemplo, ela cairá automaticamente na nova, sem causar qualquer prejuízo aos clientes”, apontou a assessoria.
Ainda não há data exata sobre as readequações e o fechamento das agências, porém, a previsão é de que ocorram entre 14 de janeiro e 18 de fevereiro. Os clientes serão informados sobre as mudanças.
A alteração também não prevê demissões. No entanto, o Banco do Brasil abriu um programa para estimular que funcionários que se enquadrem no perfil de aposentadoria, que dêem andamento ao processo para deixar o trabalho. Conforme estimativa divulgada pelo Banco do Brasil, pelo menos 18 mil profissionais estão nesse patamar. Com a aposentadoria, os funcionários das agências fechadas teriam prioridade na ocupação dessas vagas.
A reestruturação de agências e o plano de aposentadoria incentivada podem gerar uma economia anual de R$ 3,798 bilhões ao banco. Apenas com a reorganização de suas unidades, o BB estima redução anual de R$ 750 milhões em despesas.
Outra medida refere-se à ampliação do público potencial para adesão à jornada opcional de trabalho de 6 horas diárias. Cerca de 6 mil assessores da Direção Geral e superintendências também poderão aderir voluntariamente à nova jornada. Essa adesão resultará na redução de 16,25% do valor de referência da função, enquanto a jornada será reduzida em 25%. Se considerado o valor da hora trabalhada, haverá aumento de 12% para os funcionários que aderirem à nova jornada.
Era digital
A estratégia de ampliação do atendimento por canais digitais prevê a abertura, ainda em 2017, de mais 255 unidades de atendimento digital, entre escritórios e agências digitais, que irão se somar às 245 já existentes. Essas unidades digitais já atendem a 1,3 milhão de clientes, com expectativa de chegar a 4 milhões até o final de 2017.
Na comparação com o modelo tradicional, os clientes do atendimento digital mostram-se mais satisfeitos e consomem até 40% mais produtos e serviços bancários. O novo modelo também é mais eficiente. Um gerente de contas consegue gerenciar um número 35% maior de carteiras de clientes, se comparado ao atendimento nas agências físicas.
Na semana passada, o Banco do Brasil lançou a sua conta totalmente digital, o BB Conta Fácil, com previsão de abertura de 1,8 milhão de contas em 2017.
Receio
Apesar das mudanças e do que foi divulgado pelo banco, muitos clientes temem uma queda na qualidade do atendimento presencial das agências, e maior tempo de espera nas filas.
Jair Santos, 58, acredita que a situação vai ficar mais difícil em São Sebastião. “Não gostei dessa notícia de fecharem o banco. As vezes a gente já demora um tempão na fila. Com um banco a menos, todo mundo só terá uma opção e não acho isso bom”, disse.
Para Maria Helena Borges, 43, a solução vai trazer mais lucro ao banco e menos benefício ao cliente. “Não acho que essa atitude esteja sendo feita para nós, clientes. Quem espera nas filas, quem tem que enfrentar esses problemas somos nós. Acho que a tendência é complicar ainda mais”, explicou.
Um ponto específico que é motivo de reclamações no Litoral Norte é a falta de caixas eletrônicos. “A gente fica meio sem opção. Já precisei sacar dinheiro no final de semana e não encontrei nada nos caixas eletrônicos. Precisavam no mínimo instalar novos equipamentos”, completou Jeferson Luis, 38.

Nenhum comentário

Postar um comentário