.

.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

100 dias de governo: “Estou dormindo três horas por dia”, diz prefeito de Ubatuba

Em entrevista, Délcio Sato (PSD) disse que, por causa do trabalho, ainda não conseguiu tomar um café com a família Por Raell Nunes, de ... thumbnail 1 summary
Em entrevista, Délcio Sato (PSD) disse que, por causa do trabalho, ainda não conseguiu tomar um café com a família
Por Raell Nunes, de Ubatuba

“Tudo que prometemos, estamos cumprindo. Para fazer mais do que isso, só se eu não dormir. Estou dormindo três horas por dia e têm dias que eu não durmo”. É com essa afirmativa que Délcio José Sato (PSD) resumiu os 100 primeiros dias de seu governo.




Para o prefeito, depois que as eleições passaram, os trabalhos à frente da prefeitura têm sido muito intensos. Ele revelou que desde que assumiu como chefe do Executivo ainda não teve tempo para sentar-se à mesa com a família e tomar um café.
Questionado sobre o que não fez nestes 100 primeiros dias de governo e gostaria de fazer no decorrer da gestão, Sato falou que já existem vários projetos prontos e, dentro da medida do possível, serão executados. “Nossos planos para os quatro anos estão praticamente prontos”.
Segundo informou, o portal de entrada já está quase pronto, também já se planeja outro portal, na entrada que liga Ubatuba a Taubaté (SP). Ele ainda acrescentou, em sua fala, a possibilidade de uma sede da Escola Técnica Estadual (Etec) e dos R$ 15 milhões de investimentos na saúde, por meio de um choque de gestão no setor.
“Eu criei um setor que eu sempre falei aos prefeitos, que é o departamento de projetos, convênios e emendas. Muitos prefeitos perdem dinheiro e prazo, por não terem projetos”, acrescentou.
Conforme Sato, o Aeroporto de Ubatuba já é uma realidade. Para ele, a ideia é facilitar a vida do munícipe, que está querendo que as coisas aconteçam no setor turístico e também na geração de empregos.
Referente aos R$ 75 mil de royalties que a cidade recebe da Petrobras, o chefe do Executivo contou que está articulando para que esse valor seja mais robusto. Cogita-se que Ubatuba receba mais de R$ 1 milhão, se tudo der certo.
“Infelizmente, há grupos políticos adversários já tramando para tentar tirar a gente da jogada”, revelou Sato
Sato revelou que existem grupos adversários tramando para tirá-lo do governo, caso dispute as próximas eleições. Sobre isso, ele falou que quem vai decidir é a população. “Eu estou satisfeitíssimo com o meu trabalho”, disse.
De acordo com Sato, é hora de união, não por questões políticas, mas pelo bem da cidade. O prefeito ressaltou que, se não entendermos isso agora, não vamos compreender nunca mais. Ele declarou que está com vontade de trabalhar e a população deveria aproveitar isso. Com voz firme, expressou seu pensamento sobre política e politicagem.
“Se nós não aproveitarmos agora, talvez, Ubatuba vai perder o grande momento dela. Eu bato toda hora nisso, porque eu não gosto de politicagem. A política é bonita, mas politicagem nós não podemos aceitar mais na nossa cidade. O atraso de Ubatuba é por causa da politicagem”, afirmou.
Segundo o representante do PSD, sua equipe está presente em todas as regiões da cidade. Conforme explicou, não se pode ficar parado e reclamando que não se tem um bom orçamento, mas é preciso criar alternativas para que haja um bom orçamento.
“Às vezes falam: ‘Só fez isso’, ‘ah, não fez nada’. Mas tudo dá um trabalho danado. Seja para melhorar o portal, seja para colocar para funcionar de verdade o teatro, colocar o centro de convenções para funcionar. Tudo isso dá muito trabalho. Tem toda uma política por trás de tudo isso”, finalizou.

Nenhum comentário

Postar um comentário