.

.

domingo, 2 de abril de 2017

Profissão de barbeiro abre caminho para empreendedorismo em Ubatuba

Instituto Embelleze Ubatuba profissionaliza cerca de 70 barbeiros por ano; Conheça histórias de quem se beneficiou com a profissão ... thumbnail 1 summary

Instituto Embelleze Ubatuba profissionaliza cerca de 70 barbeiros por ano; Conheça histórias de quem se beneficiou com a profissão

Por Raell Nunes, de Ubatuba para o Tamoios News
 
Mesmo com a crise, o ramo empresarial ligado à beleza vem crescendo, gerando empreendedores, empregos e aquecendo a economia do país. Quase sempre, as mulheres foram preocupadas com a estética. Entretanto, nos últimos anos, os homens vêm se preocupando mais com a aparência.

 
Diante deste panorama, as empresas estão investindo mais para manter a vaidade masculina em dia. Os cursos de barbeiro, por exemplo, estão sendo mais procurados. Por conseguinte, os caminhos para o empreendedorismo nesta área estão mais acessíveis.
Há cerca de cinco anos não se encontravam tantos salões destinados aos homens em Ubatuba. Atualmente, os ambientes para tratamento da beleza masculina são mais comuns. Em diversos bairros existem locais para atendimento desta espécie. Este fator explica-se, também, pelo investimento em profissionalismo nesta área.
Na cidade, o Instituto Embelleze forma, em média, 70 barbeiros por ano. Já no curso de cabeleireira, cerca de 120 pessoas são formadas. A instituição está desde 2013 instalada no município e, segundo informou, já foram profissionalizados mais de mil alunos. Na atualidade, a entidade oferece 13 opções de cursos.


Empreender
Irinelson Silva, 26 anos, era balconista de uma sorveteria na cidade, mas tinha a ambição de melhorar de vida. Foi assim que, em 2015, ele resolveu fazer um curso para se profissionalizar como barbeiro. Formou-se e, tempos depois, arriscou naquilo que queria. Deu certo.
Hoje, o jovem é sócio em um salão no município e afirmou que ama o que faz. “Foi a melhor escolha que eu fiz na minha vida”, revelou. Conforme explicou, a profissão, além de um trabalho, é uma terapia. “Eu faço o que gosto. Cortar cabelo acalma. De lá para cá minha vida mudou financeiramente e espiritualmente também”, concluiu.
Michel Augusto Conceição, 28 anos, se formou na Embelleze Ubatuba há três anos. Após conseguir o diploma, o jovem tomou uma decisão que mudou sua vida: abrir a própria barbearia. Seu pai ajudou a construir o local e desde então ele trabalha por conta própria.
O barbeiro disse que já tem seu estabelecimento há um ano e meio e só por isso abandonou a última profissão, que era a de motoboy. Ele falou dos benefícios. “Mudou praticamente tudo. Agora eu faço meu horário. Tenho mais tempo para minha família”, acrescentou.
Segundo os profissionais da área, é preciso que as barbearias estejam mais atentas, porque o público está procurando, muitas vezes, o que está na moda. Também explicam que os homens estão se cuidando mais e a demanda de serviço vem aumentando gradativamente.
De acordo com depoimentos, o barbeiro precisa sempre estudar, ir às palestras para aprender, fazer novos cursos para se aperfeiçoar, ouvir e tratar bem seus clientes, não se acomodar e expandir o seu empreendimento.

Nenhum comentário

Postar um comentário