.

.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Secretaria de Saúde apresenta Comitê de Vigilância às Violências

O atendimento adequado e o bom acompanhamento a qualquer vítima de violência no município é o objetivo do Comitê de Vigilância às Violênc... thumbnail 1 summary

O atendimento adequado e o bom acompanhamento a qualquer vítima de violência no município é o objetivo do Comitê de Vigilância às Violências (Comvivi), iniciativa chamada pela secretaria de Saúde da Prefeitura de Ubatuba, em articulação com as secretarias municipais de Educação, Cidadania e Desenvolvimento Social e de Segurança e Defesa Social.




Uma primeira reunião ampliada, para apresentação do fluxograma de atendimento às vítimas de violência, aconteceu na sexta-feira, 31, e reuniu órgãos em diferentes níveis de atuação, como a delegacia de Polícia Civil, a Delegacia dos Direitos da Mulher, o Ministério Público, o Conselho Tutelar, assim como as organizações que participam dos diferentes conselhos municipais, incluindo o de Direitos das Crianças e Adolescentes, dos Idosos, das Mulheres e de Pessoas com Deficiência.
Histórico
A necessidade de conhecer os dados concretos e estruturar melhor as políticas públicas relacionadas à violência em Ubatuba motivou a constituição do Comvivi, que iniciou na saúde, buscando discutir estratégias e fluxos de assistência às vítimas de violência sexual.
“Nesse processo, a Vigilância Epidemiológica tem um papel fundamental, pois é o órgão que recebe as notificações de casos de violência, que devem ser feitas de maneira compulsória”, explica Sheila de Barbosa Oliveira, enfermeira do Programa de Saúde da Família (PSF), que integra o comitê.
Em seguida, o comitê realizou reuniões e oficinas de troca de experiência com gestoras de outros munícipios que já tinham seus fluxos de atendimento implementados e começou a fazer a sensibilização da rede de agentes da saúde em Ubatuba. O próximo passo foi a articulação com os equipamentos vinculados à assistência social, educação e demais da rede de enfrentamento. Esse processo já envolveu a realização de mais de 15 reuniões desde julho de 2016.
“A violência é uma questão sociopolítica que afeta materialmente os serviços de saúde, seus custos e sua organização. O enfrentamento a esse problema necessita de estratégias intersetoriais”, explica o secretário de Saúde, dr. Alessandro Cacciatore.



Espaço aberto à rede de cuidados
O Comvivi está aberto à incorporação de novos parceiros. Vários equipamentos públicos já integram a iniciativa, entre eles:
  • Saúde (Vigilância Epidemiológica/ESF/NASF/ Santa Casa/ Infectologia/ CAPS/CREAD/Centro de Especialidades)
  • Educação (Ciranda)
  • Assistência Social (CRAS/ CREAS)
  • Conselho Tutelar
  • Delegacia da Mulher
  • FUNDAC
  • Ministério Público
  • Conselhos Municipais
  •  
  •  
  • FONTE.......PREFEITURA  DE UBATUBA  SP 

Nenhum comentário

Postar um comentário