.

.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Após polêmica, Aquário de Ubatuba reduz taxa de entrada para R$ 14

Meia-entrada é vigente às quartas-feiras começando no próximo dia 17 e vai até o final de junho Por Raell Nunes, de Ubatuba ... thumbnail 1 summary


Meia-entrada é vigente às quartas-feiras começando no próximo dia 17 e vai até o final de junho
Por Raell Nunes, de Ubatuba
 FONTE..........www.tamoiosnews.com.br


Os preços praticados pelo Aquário de Ubatuba – um dos atrativos mais visitados e conhecidos da cidade – foram alvos de reclamações de alguns moradores. Os populares revindicam uma taxa mais baixa para quem é residente da municipalidade.


 
Além do valor de entrada, alguns munícipes acusaram o estabelecimento ambiental de recolher verbas públicas. O Aquário rebateu as queixas e afirmou que é uma empresa privada que nunca ganhou nenhuma isenção fiscal.
Segundo afirmou, em 21 anos de atuação, jamais recebeu qualquer patrocínio do governo federal, estadual, municipal ou até mesmo da iniciativa privada.
Em esclarecimento às reivindicações da comunidade, o Aquário garantiu que a partir do dia 17 deste mês até 28 de junho os preços estarão pela metade sempre às quartas-feiras. No entanto, o setor informa que não é a primeira vez que faz este procedimento.
“Será cobrada apenas meia-entrada (R$14,00) para moradores e não moradores. Teremos o prazer de receber no Aquário de Ubatuba todos que criticaram o valor dos ingressos”, afirmou em nota.
Conforme o setor, há outras formas de incentivo como a entrada gratuita para escolas públicas do município. No entanto, os professores têm que fazer um curso de capacitação, que também é grátis. Entidades filantrópicas e pessoas com deficiência são isentas de pagamento.
Sobre priorizar moradores de Ubatuba, o Aquário relatou que a isonomia é um princípio geral do direito segundo o qual, todos são iguais perante a lei; não devendo ser feita nenhuma distinção entre pessoas que se encontrem na mesma situação.
De acordo com a justificativa, cobrar menos de moradores de Ubatuba, apenas por serem da região, configuraria uma prática inconstitucional.
O Aquário ainda informou que houve acusações caluniosas e difamatórias sobre a empresa. Relativo ao caso, declarou que todas as medidas legais serão tomadas. Os autores serão acionados judicialmente.
O empreendimento tem por volta de 50 funcionários e mantém aproximadamente 130 espécies de animais.

Nenhum comentário

Postar um comentário