.

.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Ubatuba Centro de Reabilitação em Álcool e Drogas oferece oficinas de gastronomia

Atividades proporcionam intercâmbio entre pacientes, equipe e voluntários da comunidade de Ubatuba Sardinha à escabeche, arroz t... thumbnail 1 summary





Atividades proporcionam intercâmbio entre pacientes, equipe e voluntários da comunidade de Ubatuba

Sardinha à escabeche, arroz tropeiro, pão e struddel – um doce de massa folhada – foram as receitas que deram início à série de oficinas gastronômicas promovidas pelo Centro de Reabilitação em Álcool e Drogas (Cread) de Ubatuba.
As atividades reúnem pacientes, familiares de pacientes, integrantes da equipe de saúde e voluntários e ocorrem todas as terças-feiras, das 9h30 às 11h30, na sede do Cread.





Inaugurado em abril de 2014, o Cread já atende mais de 1.500 pessoas, entre adolescentes e adultos que apresentem problemas relacionados as compulsões, abusos e dependências de substancias psicoativas, e comorbidades, isto é, existência de outras doenças associadas, além  de oferecer atendimento específico aos familiares e codependentes.
A adição ao tabaco, álcool, crack, outras drogas e diferentes compulsões em seus aspectos de dependência e abusos, compõem as principais patologias tratadas no Cread. O centro também oferece tratamento para outras doenças correlacionadas aos quadros de dependência, abusos e compulsões como, por exemplo, os quadros depressivos e ansiosos.

Interação social como parte do tratamento

“Há um preconceito muito grande e um olhar conservador sobre as doenças que tratamos. Aqui buscamos mostrar que as compulsões são fenômeno de algo maior, que não se resolve apenas com medicamentos. É preciso um tratamento humanizado”, destaca Luiz Aparicio, psicólogo do CREAD.
“As oficinas de produção de alimentos proporcionam o contato com a família e a comunidade, o resgate de relações sociais e afetivas e da maneira simples de viver. Tudo isso gera elementos prazerosos ao paciente e o motiva a não ter recaídas”, acrescenta.
A iniciativa de realizar as oficinas partiu de Heytor Barsalini e Taís Pedreca, que conseguiram reunir, junto a comerciantes da cidade, os recursos necessários para a compra de insumos. “Eles colaboram trazendo seus conhecimentos e isso contribui para desmistificar o olhar: doença não é ameaça. Proporcionamos vida como remédio para que a pessoa não adoeça”, finaliza.
Saiba mais
Além do atendimento psicológico aos dependentes e familiares de dependentes, o CREAD organiza oficinas variadas, como de plantas medicinais, xadrez, elaboração de pranchas de standup (SUP) e de geração de renda.
Outro trabalho é o de prevenção, realizado junto às escolas da rede municipal e estadual de ensino em atividades de contraturno realizada em parcerias com a secretaria de Esportes e a Fundart e outras Associações e ONGS, como é o caso da capoeira e das oficinas de filmes de curta-metragem.
Às segundas e quintas-feiras, das 9 às 10h30, há encontros psicoterapêuticos para os usuários dos serviços. Há um grupo de encontro também para os adolescentes em situação de risco que se reúne todas as quartas-feiras, das 14 às 15 horas.
Como acessar os serviços
Para participar dos grupos ou receber orientações, é preciso comparecer pessoalmente ao Cread, que fica na rua Dona Maria Alves, 1.196, no Centro. O atendimento ao público funciona das 8 às 17 horas, sem interrupção.
Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: (12) 3832-5431

FONTE..............PORTAL CAICARA

Nenhum comentário

Postar um comentário