.

.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Família cobra transferência à UTI de bebê de Ubatuba com problema cardíaco

Um  menino de um mês, diagnosticado com problemas cardíacos, aguarda há 36 dias uma transferência para ser submetido a uma cirurgia em... thumbnail 1 summary

Um  menino de um mês, diagnosticado com problemas cardíacos, aguarda há 36 dias uma transferência para ser submetido a uma cirurgia em um hospital especializado. A criança está internada no Hospital Vila Industrial de São José dos Campos. Sem o tratamento adequado, a família teme pela saúde da criança.


De acordo com a mãe do bebê, Sandra Francisco de Souza, o menino Kaique Souza de Jesus nasceu em Ubatuba no dia 1º de maio com uma cardiopatia e foi transferido no dia seguinte para o Hospital Municipal em São José. Desde então, ele aguarda na fila do Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross), a transferência para um hospital em São Paulo.
"O caso dele é de cirurgia, que não é feita nem no litoral norte, nem no Vale do Paraíba. Ele precisa ser transferido urgente, não tinha que estar esperando", reclamou a mãe.


Ela disse que teme pela vida do filho sem o tratamento adequado. "Segundo a médica, o remédio que ele toma pode parar de fazer efeito a qualquer momento porque já passou muito tempo. Está sendo tudo muito sofrido, no pré-natal não constou a doença", afirmou.


Outro lado

Por meio de nota, a Prefeitura de São José dos Campos informou que o menino está recebendo toda a assistência necessária nas dependências da unidade médico hospitalar. "A transferência ocorrerá assim que a Cross conseguir a vaga para outro hospital".
Já a Cross informou que iniciou a busca por vaga para o paciente assim que o caso foi cadastrado no sistema. "Em diversos momentos, a criança apresentou instabilidade clínica, o que inviabiliza a transferência. Vale ressaltar que o paciente está sendo assistido na unidade onde está internado e os médicos da Cross estão monitorando constantemente a evolução dos quadros de saúde", diz trecho da nota.
A central informou ainda que é necessário que o bebê apresente condições clínicas de ser transferido, com quadro estável e livre de infecções, por exemplo.


Nenhum comentário

Postar um comentário