.

.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Capitão da PM de Ubatuba avalia a segurança da cidade

m entrevista ao Portal Caiçara, Scott falou sobre a classificação do município entre as 30 cidades mais seguras do Brasil   Da redação ... thumbnail 1 summary
m entrevista ao Portal Caiçara, Scott falou sobre a classificação do município entre as 30 cidades mais seguras do Brasil  
Da redação
No início do mês de julho, o ranking Connected Smart Cities, da consultoria Urban Systems, divulgou os 30 municípios que possuem os melhores índices de segurança do País, tendo a cidade de Ubatuba ocupado a 27ª posição.
Para montar o ranking, o estudo levou em consideração critérios como monitoramento de áreas de risco; iluminação pública; taxa de homicídios; acidades de trânsito; despesas com segurança, além do efetivo de policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito. De forma geral, a pontuação dos municípios ficou abaixo do esperado, no entanto, dados da Polícia Militar de Ubatuba registram e confirmam queda no número da criminalidade neste primeiro semestre.
De acordo com o capitão da 3ª Companhia de Ubatuba, Robert Scott Brunocato Neill, Ubatuba é uma cidade relativamente tranquila. “Nossos números absolutos são baixos e este ano conseguimos reduzi-los ainda mais, principalmente homicídio, um crime contra a vida do próximo. No primeiro semestre do ano passado registramos 14 homicídios em Ubatuba, no mesmo período deste ano contabilizamos 7, ou seja, reduzimos pela metade”, explicou Scott.
Além de homicídio, a PM também registrou queda nos índices de roubo, furto e roubo de veículos e residências, além de outras criminalidades. “A gente prima por fazer operações em bairros mais perigosos, abordagens a bares e operação cavalo de aço – que visa vistoriar motos, que são os veículos mais utilizados por praticantes de delitos. Temos focado nossas ações nestas questões e tem dado certo”, ressaltou o capitão.
O efetivo de policiais foi um dos quesitos analisados na pesquisa da Urban Systems e, de acordo com Scott está adequado para o número de habitantes da cidade, no entanto, pode sempre melhorar. “Em se tratando de segurança o número do efetivo nunca é demais. O último censo de 2011 indica 84 mil habitantes em Ubatuba, que é um dado oficial, mas creio eu que esse número já tenha ultrapassado os 100 mil hoje, e então a gente aguarda que o Estado se movimente e que olhe com um pouco mais de carinho pra gente”.
A Atividade Delegada – um convênio entre a prefeitura e a Secretaria de Segurança Pública do Governo do Estado – pode aumentar o número de policiais nas ruas de Ubatuba, no entanto, o projeto ainda aguarda aprovação do executivo municipal. “O prefeito Sato está ciente dessa necessidade e que esta parceria de fato gera frutos onde é implementada. O que está faltando é a questão financeira mesmo, pois da parte da PM o que tínhamos que nos movimentar e motivar nós já fizemos, inclusive a documentação para que seja firmado o convênio já está no jurídico da prefeitura, e com o compromisso do Sato de que até janeiro de 2018 nós teremos a atividade delegada aqui também”, declarou o capitão.
Sobre o tráfico de entorpecentes, crime que está relacionado a outros delitos, o chefe da PM em Ubatuba ressaltou que o foco da polícia está em prender os grandes traficantes. “Combatemos o tráfico diuturnamente e somente neste semestre já apreendemos quase 50 quilos de entorpecentes e 14 armas de fogo. Nossas ações estão focadas em prender os chefes do tráfico na região, o que tem acontecido com sucesso. A prisão dos grandes traficantes tem nos ajudado a reduzir os índices criminais também. O tráfico de entorpecentes é um câncer da nossa sociedade”.
Segundo o capitão, para melhorar ainda mais a segurança na cidade é necessária uma maior sinergia entre as forças do município. “Segurança pública não é só papel de polícia. Quando a gente fala em segurança pública ela deve ter início no núcleo familiar, a respeito de base e valores. Hoje a gente vê muitas crianças e adolescentes delinquindo por falta dessa estrutura familiar. É preciso trabalhar a escola, as igrejas e as associações de bairros que podem melhorar a comunidade sem esperar que a prefeitura resolva tudo. Na esfera da prefeitura temos a iluminação pública, o mato alto – que pode ser utilizado para esconderijo de infratores e drogas – entre outros aspectos que entram na questão da segurança pública e que fogem às mãos da PM. Temos também um Ministério Público que muitas vezes carece de meios para poder oferecer uma denúncia mais robusta; um judiciário que carece de dispositivos legais que impute uma pena um pouco mais severa a um traficante ou homicida; e um sistema penitenciário que inchado do jeito que está não recupera ninguém. Segurança pública é tudo isso, vários elos de uma grande corrente. No entanto, existem alguns elos fracos e precisamos trabalhar para melhorá-los e torná-los tão fortes quanto nós nos julgamos”, analisou o capitão.
Confira alguns índices de produtividade do primeiro semestre de 2017, enviados pela Polícia Militar de Ubatuba:


Ocorrências Atendidas: 4.176
Pessoas Abordadas: 41.800
Veículos Fiscalizados: 6.737
Motos Fiscalizadas: 6.103
Veículos Recolhidos: 94
Motos Recolhidas: 115
Autos Infração de Trânsito: 3.036
Pessoas Presas: 152
Menores Apreendidos: 33
Armas de Fogo: 14
Entorpecente: 46,671 Kg
Procurados: 61
Veículos Localizados: 30
Bares: 278

Comparativos
– Redução de 5% nos números de furtos;
– Redução de 12% nos números de roubos;
– Redução de 29% nos números de furtos de veículos;
– Redução de 80% nos números de roubos de veículos;
– Redução de 50% nos números de homicídios.

FONTE.............. http://portalcaicara.com.br/capitao-da-pm-de-ubatuba-avalia-seguranca-da-cidade/

Nenhum comentário

Postar um comentário