.

.

sábado, 15 de julho de 2017

Parceria público privada pode revitalizar o “caisão”

Por Nei Caetano Buscando soluções sustentáveis para o desenvolvimento de Ubatuba e dar continuidade nas opções para o lazer dos mora... thumbnail 1 summary


Por Nei Caetano

Buscando soluções sustentáveis para o desenvolvimento de Ubatuba e dar continuidade nas opções para o lazer dos moradores e  turistas, a equipe Ubatuba Sim!,...
 
 
.......... representada por Ernani Oliveira, Evandro Brunieri e Nei Caetano, estiveram hoje em reunião com o Prefeito Délcio Sato e o Secretário de Infraestrutura Pública Pedro Tuzino para tratar da possibilidade de municipalização e revitalização do espaço chamado popularmente de “Caisão” para proporcionar mais um ponto de Turismo com boa frequência do público.

Abordado, Sato adiantou que já está mantendo contato com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, a que pertence o Instituto de Pesca, na pessoa do Secretário Arnaldo Jardim com a intenção de que a transferência de administração seja efetivada em breve.

Devido à situação financeira restritiva que se encontram a maioria das cidades brasileiras, o prefeito mencionou  possíveis parceiros econômicos para a realização do processo de revitalização, citando inclusive o interesse de um grupo espanhol com negociação já em andamento, além de outras empresas brasileiras também interessadas no projeto, salientando que vê nas parcerias publico privada um caminho para o desenvolvimento.
O espaço do “Caisão” é hoje propriedade e responsabilidade do Instituto de Pesca e ocupa uma área de 330.000 metros quadrados, entre área de construção e ambiental. Embora com pouca atuação, apenas dois funcionários ficam sediados no local, continua em atividade.
Está sendo analisada também uma parceria onde a prefeitura se responsabilizaria por parte da área do Instituto da Pesca, pelo píer que se encontra interditado, e o Estado manteria seus pontos de pesquisa.
Sato também informou que os navios de Cruzeiros voltarão a visitar a cidade em dezembro e que para atender à demanda haverá a reforma do píer do Magalhães, na praia do Itaguá e também a implantação de um outro que será flutuante.
Existe ainda um projeto em cogitação para implantação de teleféricos que poderão contemplar o caminho do cais.



http://www.ubatubasim.com.br/parceria-publico-privada-podem-revitalizar-o-caisao/

Nenhum comentário

Postar um comentário