.

.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Projeto de revitalização da avenida Iperoig é apresentado ao Conselho Municipal de Turismo

“Não vamos mudar nada, mas vamos mudar tudo”. Foi com essa frase de Lina Bo Bardi que o arquiteto e secretário adjunto de Habitação ... thumbnail 1 summary






“Não vamos mudar nada, mas vamos mudar tudo”. Foi com essa frase de Lina Bo Bardi que o arquiteto e secretário adjunto de Habitação e Planejamento Urbano, Antonio César Abboud, iniciou a apresentação do projeto de revitalização da avenida Iperoig ao Conselho Municipal de Turismo na tarde da última quarta-feira, 28.




Os presentes puderam apreciar a explanação do projeto em detalhes pelo arquiteto e a exibição de um vídeo de uma maquete virtual, que oferece uma noção geral do que está previsto.
Ao final, diversos membros do Conselho fizeram questionamentos e sugestões – as quais Abboud solicitou por escrito, pois disse que todas as contribuições são válidas e importantes.

Sobre o projeto

“Não vamos mudar a vida das pessoas, mas vamos valorizar e contemporaneizar , respeitando a natureza”, garantiu Abboud.
Ele explicou que o projeto deverá ser executado em fases. Uma das partes integra o projeto de iluminação da orla de Ubatuba com lâmpadas de LED, que já está previsto na destinação da verba do Dadetur para este ano. Essa iniciativa de iluminação pretende trazer mais segurança e diminuir o vandalismo. “A intenção também é trazer um sucesso contínuo, valorizando ainda mais o Itaguá e o Perequê Açu”, completou.
Ainda próximo à orla, a ideia é desenvolver, também, uma rua deck – permitindo que os artesãos fiquem distribuídos de uma forma melhor elaborada ao invés de formarem uma barreira concentrada, como é atualmente. “Serão quiosques padronizados, que saiam da madeirite para alvenaria, que invista em transparência, como vidros. É criar algo viável e onde o turista goste de passear”, explicou Abboud.
Para valorizar ainda mais a cultura indígena, será criado um espaço contemplativo – uma espécie de memorial Cunhambebe – um espaço temático voltado à História, com o objetivo de resgatar a cultura tradicional, fazendo com que as pessoas conheçam e respeitem.

Mobilidade
Vários aspectos foram abordados na proposta. Sobre as ciclovias e calçadas, o objetivo é o ordenamento do fluxo e a conscientização dos usuários. Também está prevista a implantação de uma galeria do surf – um espaço focado na sustentabilidade e com o mínimo de construção interna. Para a galeria, em especial, será necessária a captação de um recurso à parte.
Sobre o retorno do sentido de mão dupla para a avenida, a justificativa utilizada foi que, além de deixá-la mais bonita, o passeio do turista que tem tempo para ir e voltar pela extensão da orla, apreciando a beleza do local, será favorecido. Também está previsto estacionamento e dois leitos para cada lado, separados por um canteiro central de 1,30m. “A mobilidade será valorizada, compondo um projeto 100% acessível, com a instalação de faixas de pedestres niveladas e com piso tátil (item que também não será instalado na primeira fase)”, finalizou Abboud.




https://www.ubatuba.sp.gov.br/smt/projeto-de-revitalizacao-da-avenida-iperoig-e-apresentado-ao-conselho-municipal-de-turismo/

Nenhum comentário

Postar um comentário