.

.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

PM faz o parto do próprio filho no banheiro de casa

Familia está no hospital aguardando alta; mãe e filho passam bem Divulgação/Arquivo Pessoal Na semana em que se comemora o Di... thumbnail 1 summary
Familia está no hospital aguardando alta; mãe e filho passam bem
Divulgação/Arquivo Pessoal



Na semana em que se comemora o Dia dos Pais, o Policial Militar Celso José de Alvarenga enfrentou uma situação inusitada na manhã desta terça-feira (8). Ele fez sozinho o parto de sua mulher, Flávia Ramos Alvarenga, de 26 anos, no banheiro de sua casa, na rua XV de novembro, no bairro Estufa I, em Ubatuba.



“Ela estava com dores desde a madrugada e, quando eu acordei de manhã, ela disse que a bolsa tinha estourado. Eu só consegui pensar na segurança do meu filho e da minha mulher, tive que ajudá-la ali mesmo”, disse o mais novo papai.

Ele disse que acordou meio desorientado. “Fiquei assustado com os seus gritos [da mulher]. Quando vi que não ia dar tempo de ir pro hospital só pedi pra ela ficar calma que a gente ia dar um jeito”.
O cabo conta que a mulher se apoiou na parede e dobrou um pouco as pernas. O parto foi feito com a mulher em pé. "Orientei ela a fazer força e fiquei esperando o bebe sair aos poucos", disse.
“Foi muito complicado para mim, porque tenho mais dois filhos, um de um ano e meio e uma menina de seis anos, e não consegui fazer contato com ninguém na hora que pudesse ficar em casa com eles para levar minha mulher ao hospital”, disse Celso.
"Foi um dos momentos mais emocionantes da minha vida."
 O momento mais marcante, segundo ele, foi quando pegou a criança no colo, apoiou no seu ombro e esperou chorar. “Foi um dos momentos mais emocionantes da minha vida. No fim, foi grande o sentimento de alívio em saber que todos estavam bem”, disse o pai ao Meon.
Ele conta que, embora tenha se saído bem, não tinha experiência no assunto. “Eu já tinha assistido um parto somente uma vez, nos meus 20 anos como policial. Mas, na ocasião, fui só um apoio. Mas aquela experiência ajudou um pouco para que eu mantivesse a calma”, disse Celso sobre o parto do filho.
Após o nascimento, o policial acionou o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) que, por telefone, o auxiliou a prestar os primeiros socorros ao bebê, isolando o cordão umbilical com um pedaço de fio dental. "Minha filha, de 6 anos, foi quem me ajudou pegando toalhas e prestando assistência durante o parto do irmão", disse.
A equipe do Samu chegou por volta das 7h40, cortou o cordão umbilical, verificou os sinais vitais da mãe e da criança e os levaram para a Santa Casa de Ubatuba, para seguir com o atendimento.
O bebê, que recebeu o nome de Renan Ramos Alvarenga, nasceu esbanjando saúde com 2,1 quilos e passa bem. Mãe e filho ainda estão no hospital e esperam o resultado dos exames e vacinas para ter alta, o que deve ocorrer até quinta-feira (10).

PORTAL  MEON

Nenhum comentário

Postar um comentário