.

.

quarta-feira, 9 de maio de 2018

1º Conexidades traz temas como boas práticas de governança, modernização e tecnologia no primeiro dia

Prefeitura Municipal de Ubatuba SP O Teatro Municipal de Ubatuba foi o palco da abertura do 1º Conexidades –  Encontro Nacional de Par... thumbnail 1 summary

Prefeitura Municipal de Ubatuba SP

O Teatro Municipal de Ubatuba foi o palco da abertura do 1º Conexidades –  Encontro Nacional de Parceiros Públicos & Privados na noite da última terça-feira, 8.


O presidente da União dos Vereadores de São Paulo (Uvesp), Sebastião Misiara, fez uma pequena introdução sobre o objetivo e fundos de cena que levaram à consolidação do evento, salientando a importância do fortalecimento dos municípios.
Pontos de Vista
O presidente do Ubatuba Convention & Visitorrs Bureau, Hugo Gallo Neto, destacou que o 1º Conexidades só foi possível a partir da união entre poder público e iniciativa privada, que “traz para Ubatuba esse cenário inédito”.
O diretor da Federação dos Municípios do Rio Grande do Su8l, Frederico Becker, comentou que todos são precursores por estarem discutindo assuntos em um momento em que “precisamos de cabeças pensantes e atuantes, mas que não fiquem só no discurso.”
“Esse é um momento difícil para administrar e também é um período de crise, onde temos que reinventar e fazer toda economia para sobreviver. Tenho certeza de que esse evento fará com que pensemos e troquemos ideias para avançar com uma política saudável para o país”, acrescentou o prefeito de Igarapava José Ricardo Rodrigues Mattar.
Já em sua fala, a presidente do Consórcio de Desenvolvimento Integrado do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Mantiqueira (Codivap), Ana Maria Gouvêa, frisou que este é um evento de grande significado para as pessoas que realmente amam o país. “Temos que fugir da politicagem e precisamos de gente seria na área da administração pública”, disse.
O representante do presidente do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, Sidney Sarmento, afirmou que o evento é fundamental para o Tribunal de Contas, pois traz uma ideia interessante sobre a produção de políticas públicas para diferentes áreas, sendo que uma delas chama a atenção, que é a sustentabilidade.
Ubatuba
O presidente da Câmara de Vereadores de Ubatuba, Silvio Brandão, reforçou a descrença das pessoas na política e comentou que, no município, o trabalho tem sido de aproximá-las da Câmara, começando pelas crianças que fazem visitas e recebem cartilhas sobre o tema. Também falou sobre a mudança na relação entre poder público e privado neste mandado. “O Prefeito Sato e o Vice Pelé mudaram a realidade e os empresários estão acreditando na cidade. Hoje, estamos caminhando para frente.
Durante o evento, uma das premissas é a de tornar Ubatuba a Capital nacional da Mata Atlântica. Sobre isso, Misiara comentou que “é preciso impregnar na cabeça de cada ubatubense a importância desse trabalho, que tem que nascer da base. Vocês tem que querer e as autoridades tem que trabalhar”, afirmou.
Em sua fala, o prefeito de Ubatuba, Délcio sato (PSD), reforçou o pleito ao título de Capital da Mata Atlântica para a cidade, falou sobre a importância da atuação conjunta das demais cidades que formam o Circuito Litoral Norte (Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela) e compartilhou de sua satisfação por receber em sua cidade pessoas que querem o melhor para os seus municípios. “Esse Conexidades vai fazer a diferença. Tenho certeza que daqui sairão bons frutos”.
Palestras
Na manhã desta quarta-feira, 8, os participantes puderam apreciar a palestra magna sobre Boas Práticas de Governança – “da Governança à Esperança”, ministrada pelo Ministro do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes.
O conteúdo frisou pontos como liderança, estratégia e controle, destacando a importância  do líder em deixar um legado e a necessidade de ferramentas para que ele atinja esse objetivo.
Em seguida, o tema abordado pelo  presidente da Eicon do Brasil, Luiz Alberto Rodrigues, abortou a “Modernização e Tecnologia na Administração Municpal.
Rodrigues falou sobre alguns conceitos e pontuou que a modernização se traduz no comportamento e não está atrelada somente à tecnologia. “Modernizar é trazer o bem estar, o melhor serviço, para a sociedade. A tecnologia é uma aliada”, pontuou.
Confira a programação completa visitando  a página: https://www.conexidades.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário